Ao construir seu Projeto de Pesquisa, você terá um item chamado “Objetivos”. Nele você vai explicitar o Objetivo Geral e os Objetivos Específicos da pesquisa. Mas lembre que, na redação final da Monografia, você vai expor estes objetivos na Introdução: “O objetivo geral desta pesquisa é…” e “A pesquisa tem como objetivos específicos: a) …; b) …”, ou algo similar.

Um objetivo é, grosso modo, aquilo que você pretende atingir. A clareza dos objetivos é tão importante, que sem ela você não consegue chegar ao momento da escolha dos métodos. Cada objetivo expresso subentende a terrível pergunta: “como” atingir este objetivo? Este “como” é o método. Por isso, antes de pensar em metodologia você precisa definir os objetivos. Não inverta o processo.

Há algumas regras básicas para que possamos formular bons objetivos. A primeira regra é que o objetivo geral está intimamente relacionado com o problema ou questão de pesquisa. Podemos dizer que é apenas uma nova forma de expor a mesma idéia. Se sua questão de pesquisa indica uma coisa e o objetivo geral indica outra, reveja, refine e reescreva. Eles têm que estar conectados.

A segunda regra é que todo objetivo é redigido partindo de um verbo no infinitivo. A escolha do verbo é difícil, pois ele precisa se aproximar o mais possível do que você realmente pretende. Abaixo, coloco uma lista de verbos mais utilizados. Cada um deles tem um significado, e só você pode fazer esta escolha – você e seu orientador, evidentemente.

A terceira regra é que o objetivo geral é, como o próprio nome indica, o mais amplo. É totalmente errado possuir um objetivo específico que não esteja contemplado pelo objetivo geral. É errado quando um objetivo específico é maior do que o geral, mais ambicioso, mais amplo ou (como infelizmente é comum) propõe uma outra coisa. Os objetivos específicos não podem pegar o objetivo geral “de surpresa” ou “à traição”.

A quarta regra é que o objetivo geral já deve indicar o objeto empírico. Ao ler este objetivo, o examinador já sabe onde você vai realizar aquela pretensão. Não é necessário incluir recorte temporal ou delimitação do corpus.

Por fim, os objetivos específicos são recortes do seu objetivo geral. Ao atingi-los, você estará atingindo o objetivo mais amplo. Isso não inclui, jamais, a identificação da metodologia. Vou dar um exemplo bastante habitual: “realizar entrevistas com jornalistas para verificar seus modos de compreensão sobre…”. Não. O objetivo deve ser “identificar como os jornalistas compreendem…”. A entrevista é o método, e o método deve ser explicitado depois. O método é como você vai chegar ao que quer identificar.

Exemplos de verbos mais utilizados:

  • Analisar
  • Avaliar
  • Comparar
  • Compreender
  • Comprovar
  • Debater
  • Delinear
  • Demonstrar
  • Determinar
  • Diagnosticar
  • Diferenciar
  • Distinguir
  • Elaborar
  • Estabelecer
  • Estruturar
  • Evidenciar
  • Examinar
  • Explicar
  • Identificar
  • Interpretar
  • Investigar
  • Localizar
  • Mapear
  • Medir
  • Observar
  • Sistematizar
  • Verificar